5 dicas para um ambiente de trabalho tranquilo, seguro e sem riscos.

Atualizado: 26 de Jul de 2021


Cada vez mais as empresas possuem colaboradores trabalhando nas mais distintas formas, tanto presencialmente em seus escritórios quanto de forma remota. De qualquer maneira, é essencial ter a garantia de conectividade e produtividade, não importa o lugar, para isso a tecnologia permite que seja feito esse acesso, com os mais variados dispositivos.

Hoje, trazemos em nosso blog um artigo muito especial, com 5 dicas para criar um ambiente de trabalho remoto seguro tanto para os funcionários quanto para a empresa.



1) Compartilhe boas práticas de segurança no trabalho remoto para seus colaboradores.


Colaboradores remotos esperam ter o mesmo acesso à tecnologia de onde estão que costumam ter de dentro da empresa, porém fora do escritório eles estão mais expostos, assim como os dados da empresa, a ameaças. Por isso é necessário que a empresa garanta uma experiência de trabalho remoto cada vez mais seguro.

Para isso, é importante sempre compartilhar dicas e boas práticas de segurança a todos, para que seus colaboradores se tornem seus maiores aliados nessa jornada.


2) Sempre procure por autenticações de mais de um fator.


A primeira etapa essencial para garantir mais segurança é a autenticação multifator. Através dela é possível combinar um usuário e senha a algum dispositivo ou token, garantindo a identidade do usuário e a integridade do dispositivo.


3) Faça com os colaboradores sintam-se confortáveis acessando de qualquer lugar.


Uma VPN cria tuneis que conectam de forma segura o usuário à canais internos como acessos, dados, pastas e aplicativos, permitindo que os colaboradores continuem sendo produtivos estando na empresa, em casa ou em qualquer outro lugar. A VPN possui o nível adequado de segurança e não compromete a experiência do usuário, restringindo o acesso somente à usuários aprovados.


4) Feche todas as entradas contra ameaças


A maioria das ameaças a segurança possuem como alvo os usuários finais, o que exige uma primeira linha de defesa já no DNS e outra linha de defesa para os que conseguirem atravessar. A proteção no DNS serve para bloquear domínios maliciosos antes mesmo de entrarem na rede e domínios que contenham malware e já estejam na rede.


5) Proteja hoje, já pensando no amanhã


As vezes parece ser mais simples encontrar soluções rápidas que resolvam o problema no momento, porém na maioria das vezes essas soluções revelam novos problemas no longo prazo. Por isso, conte sempre com fornecedores e soluções que resolvam o problema por completo e atenda todas as demandas possíveis da sua empresa e dos seus colaboradores.



Sobre o autor:

Lucas Paschoa é Coordenador de Marketing na Goldnet. Bacharel em Comunicação Social com enfâse em Publicidade e Propagando e cursando MBA em Trade Marketing e Vendas pela ESAMC. Apaixonado por cafés, metalcore, sua noiva, gestão de pessoas e dados. Quando junta tudo fica melhor ainda! Escreve ocasionalmente no LinkedIn e também no nosso blog.

48 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo